São Francisco de Paula

Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
2 de abril

São Francisco de Paula nasceu em Paola, na província de Cosenza, em 27 de março de 1416. Sua vida foi marcada por uma série de eventos significativos que o levaram a ser reconhecido como um santo pela Igreja Católica.

Uma Infância de Fé
A infância de Francisco de Paula foi marcada por um evento milagroso. Acometido por um abcesso maligno no olho esquerdo, seus pais fizeram uma promessa: se ele fosse curado, usaria por um ano o saio franciscano. Após ser curado, ingressou no convento de São Marcos Argentano aos 15 anos, onde manifestou dons de piedade e devoção desde o início.

Um Peregrino em Busca de Espiritualidade
Após sua permanência no convento, São Francisco de Paula empreendeu uma peregrinação em busca de uma vida religiosa mais adequada para si. Passou por lugares como Assis, Montecassino, Roma, Loreto e Monte Luco, sendo impactado pela pompa da corte papal em Roma, o que foi o primeiro indício de seu espírito reformador.

Ascensão Espiritual

Após sua peregrinação, São Francisco de Paula retornou a Paola, onde iniciou uma vida eremítica em um local inacessível. Lentamente, outros se juntaram a ele, reconhecendo-o como guia espiritual. Com seus pais, construiu uma capela e três dormitórios. Em 1452, obteve aprovação diocesana para instituir um oratório, um mosteiro e uma igreja, com o auxílio dos nobres locais.

Reconhecimento Papal
A fama da santidade de Francisco se espalhou e em 1467, o Papa Paulo II enviou um emissário para saber notícias do eremita. Após apresentar relatórios positivos sobre o mosteiro, o próprio legado pontifício decidiu se unir à comunidade. Em 17 de maio de 1474, o Papa Sisto IV reconheceu oficialmente a nova Ordem, que recebeu o nome de Congregação Paulina dos Eremitas de São Francisco de Assis.

Publicidade

Receba conteúdos exclusivos para ajudar no seu relacionamento com Deus!

Feitos e Legado

Além de seu papel como guia espiritual, São Francisco de Paula também foi reconhecido por sua capacidade de intervir em situações de necessidade. Histórias atribuem a ele a multiplicação de pães para operários famintos e até mesmo a capacidade de atravessar o mar ao estender sua túnica sobre a água. Sua reputação se estendeu até a corte francesa, onde sua presença contribuiu para melhorar as relações entre a monarquia e o papado.

Canonização e Legado

São Francisco de Paula faleceu em 2 de abril de 1507 em Tours, e sua fama de santidade se espalhou pela Europa, através dos três ramos da família dos Mínimos: frades, monjas e terciários. Foi canonizado em 1° de maio de 1519, apenas doze anos após sua morte, durante o pontificado do Papa Leão X.

Em resumo, a vida de São Francisco de Paula foi marcada por uma profunda devoção, capacidade de intervenção em situações de necessidade e pela fundação de uma ordem religiosa que perdura até os dias atuais. Seu legado como reformador e guia espiritual continua a inspirar pessoas em todo o mundo.

Fontes:

– Vatican News
– Canção Nova
– Martirológico Romano
– Liturgia das Horas

Produção, pesquisa e redação: Fellipe S. de Oliveira

Imprimir
Enviar

Santo do Dia

Liturgia Diária

São Francisco de Paula
Qual o dia de São Francisco de Paula?
2 de abril
São Francisco de Paula é padroeiro(a) de que?